Prefeitura de Belém inicia novas turmas de cursos de estética

Nesta segunda-feira, 19, o programa de qualificação profissional da Prefeitura de Belém, Donas de Si, iniciou mais duas turmas do curso de Design de Sobrancelhas e Embelezamento de Cílios e uma turma de Unhas de Fibra, com o total de 45 vagas.

As alunas desses cursos se increveram pelo site do Banco do Povo de Belém, na chamada pública realizada pela instituição no último dia 6 de setembro. A manicure Perla Amaral, de 41 anos, mãe solo de três filhos, viu a oportunidade de melhorar a renda com esse aprendizado. “O curso vai me ajudar muito”, comemora.

Manicure Perla Amaral, 41 anos, do Parque Verde, vai melhorar a renda dela com os 3 filhos.

As aulas acontecem no Centro de Educação Profissional Belém (CEP Belém), do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), que foi contratado pela prefeitura, por meio do Banco do Povo de Belém. 

Moradora do bairro do Parque Verde, Perla mantém a família com os serviços de manicure e do Auxílio Brasil. “Meus filhos têm 7, 12 e 16 anos. Precisam muito de mim. Sou só eu e eles. Preciso manter a casa, não deixar faltar nada”, conta. Com o aprendizado de Unha de Fibra, Perla poderá lucrar de R$ 120 a R$ 150 por cliente.

Coordenadora do Banco, Georgina Galvão, conversa com alunas de Design de Sobrancelhas da manhã.

A ambulante Jane Cristina Moraes, de 34 anos, do Barreiro, também mantém sozinha os três filhos com idades de 7, 10 e 16 anos, com a ajuda do auxílio federal. Ela é aluna do curso de Design de Sobrancelhas e Embelezamento de Cílios.

“Eu sempre tive vontade de aprender. Quando vi a oportunidade de fazer o curso de graça, agarrei com unhas de dentes, por que não tenho recurso para pagar (o curso)”, diz. Jane poderá obter renda de R$ 30 a 80 por serviço de design de sobrancelhas e de R$ 80 a 300 de cílios.

Turma de Design de Sobrancelhas do turno da tarde, que também iniciou o curso na segunda, 19.

Chefes de família – A coordenadora-geral do Banco do Povo de Belém, órgão que realiza o Donas de Si, Georgina Galvão, explicou que o programa desenvolvido pelo prefeito Edmilson Rodrigues vêm apoiar as mulheres prioritariamente, em razão delas serem chefes de família na maioria dos lares, mas que o programa também vem contemplando homens e LGBTQIA+. Os certificados emitidos ao final dos cursos têm validade nacional.

Além de obter um aprendizado que possibilita a geração de renda imediata, Georgina explicou que, após o curso, as alunas(os) poderão contar com o crédito solidário do Banco do Povo para montar o próprio negócio.

Cursos – O Senac foi contratado para ministrar 26 cursos de diferentes áreas de conhecimento com a oferta de 1.115 vagas até 2023.

Ambulante Jane Cristina, 34 anos, do Barreiro, faz o curso gratuito para iniciar trabalho em estética.

Além das pouco mais de 200 vagas preenchidas em duas inscrições que foram abertas à população, o Banco tem direcionado turmas para o atendimento de pessoas atendidas pelos Centros de Referência em Assistência Social (Cras) de Belém, especialmente pessoas em condição de vulnerabilidade social que são beneficiárias de programas de transferência de renda, em especial o Bora Belém mantido pela Prefeitura.

Assim como Perla e Jane, a manicure e designer de sobrancelhas e cílios Geovanna Santos, de 20 anos, do conjunto Tenoné, em Icoaraci, também se inscreveu no curso de Unhas de Fibra pelo site do Banco do Povo. “Meu padrasto viu na internet que tinha esse curso e me falou. Eu já faço esse serviço, mas quero me aprimorar, ainda mais de graça”, enfatiza. 

Dentro da última chamada realizada, que disponibilizou 111 vagas para seis cursos, ainda terão início as turmas de Manicure e Pedicure, Básico de Corte de Cabelo, Excel e Técnicas de Costura: Consertos e Ajustes.