Belém atinge meio milhão de reais em créditos solidários concedidos

Nesta terça-feira, 20, a Prefeitura de Belém, por meio do Banco do Povo, superou a marca de meio milhão de reais (R$ 503.950,00 exatamente) em créditos solidários concedidos a pequenos empreendedores.

A maioria das pessoas contempladas não possue acesso a banco comercial, como trabalhadores autônomos, ambulantes ou com restrição de crédito na praça. Dentre as 143 pessoas atendidas, a maioria é mulher (93) e o restante é formado por homens (50). Juntas, essas mulheres receberam R$ 321.700 dentre o total concedido até esta data, enquanto eles juntos somam R$ 182.250 em créditos concedidos.

Novos contratos – Nesta terça-feira, 20, nove pequenos comerciantes de Mosqueiro estiveram na sede do Banco do Povo para assinar novos contratos. Eles preparam o estoque de vendas para o período do Círio de Nazaré, quando o balneário costuma atrair visitantes. 

Capital de giro – A dona de mercadinho no Cajueiro, Adriana Passinho, de 43 anos, vai aplicar o valor do crédito em capital de giro, ou seja, vai comprar bebidas para revender durante o feriado que se aproxima. “Eu vou poder pagar de 12 vezes, mas quero antecipar as parcelas para poder renovar o crédito”, planeja.

Braço forte – O crédito veio em boa hora para o vendedor de peixe, caranguejo e camarão do Cajueiro, Luiz Fernando Almeida, de 45 anos. “É o braço forte que a gente recebeu. Pois em julho, (a venda) foi muito ruim devido à alta dos combustíveis. Agora, tudo vai melhorar”, acredita.

O agente de crédito Gilvan Cleber Nascimento explica que os valores de crédito concedidos aos empreendedores atendidos nesta terça-feira, 20, variam de R$ 2.500 a 4 mil, com juros de 0,6% e de 0,9% e o pagamento parcelado em 12 vezes.

Entre as pessoas atendidas nesta data estão também comerciantes do Furo das Marinhas, Baía do Sol, Vila e Chapéu Virado. Os contratos assinados por eles somam R$ 29.500.

Mais pedidos já formalizados de empreendedores de Mosqueiro e também da ilha de Outeiro tramitam no Banco do Povo para serem atendidos em breve.

Procedimentos – O crédito solidário é uma política de incentivo aos pequenos negócios que oferece valores de até R$ 5 mil para pessoa física e de até R$ 10 mil para pessoa jurídica, para capital de giro (renovação de estoque) ou capital fixo (reforma, ampliação ou aquisição de equipamentos), para pagamento em 12 a 24 parcelas com taxas de juros que variam de 0,01% (juro zero) – este, para participantes de programas sociais, ex-apenados e dependentes e mulheres em condição de vulnerabilidade social -, a 1,5% – para quem já possui um empreendimento.