O que você procura?

Turma conclui o curso de Técnicas de Confeitaria pelo Donas de Si

• Atualizado há 1 ano ago

“Eu trabalho na confeitaria de um supermercado. Me inscrevi no curso do programa Donas de Si, da Prefeitura de Belém, porque a gente sempre aprende coisas que nunca tinha feito. Eu aprendi algumas coisas que não sabia existirem mas que já estão me ajudando, como o ponto de chantilly”, comemorou Elizane Mendes, de 26 anos, mãe-solo e moradora do bairro de Canudos.

Ela é uma dos 15 alunos concluintes do curso “Técnicas Básicas de Confeitaria”, que terminou nesta terça-feira, 22. O programa já qualificou 627 pessoas na capital paraense.

Toda a turma concluiu o curso. Na foto, com as equipes do Banco e do Senac.

O curso de qualificação profissional foi realizado por meio do Banco do Povo de Belém, em contrato firmado com o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac). O curso ocorreu no novo Espaço Gastronômico do Senac.

Qualificação e empreendedorismo

Elizane já está conversando com colegas de curso para empreender de forma coletiva.

Coordenadora do Banco explica sobre o crédito solidário.

Durante o encerramento, a coordenadora-geral do Banco do Povo, Georgina Galvão, informou que o órgão disponibiliza crédito solidário para apoiar os pequenos negócios em Belém. “Essas são as últimas turmas do programa Donas de Si, em 2022. Os alunos estão convidados para conversar sobre formação de empreendedorismo no ano que vem”, informou Georgina.

Encomendas

Bettyne Pimenta, de 29 anos, do bairro da Sacramenta, já trabalha com encomendas de bolos decorados. “Meu marido viu a oportunidade do curso na internet e me inscrevi porque sempre se tem algo para aprender. Aprendi a fazer massa de modelar com leite em pó, que vai agregar muito no meu trabalho, fora as dicas que o professor deu para me ajudar a fazer coisas que, antes, eu fazia com dificuldade, como o uso de bicos (de confeito). Aprendi a fazer flor de chantily”, comemora Bettyne.

Elizane Mendes já trabalha como confeiteira

Já Evellyn Pinheiro, de 21 anos, de São Brás, conta que também trabalha junto com a mãe na confecção de bolos, doces e salgados de encomenda. “Conheci o Donas de Si pelas redes sociais. Esse curso veio na hora certa. Apesar de eu já trabalhar nesse ramo, consegui aperfeiçoar o que já sabia e também aprender coisas novas”.

Base técnica

A turma também contou com estreantes, como o açougueiro Rafael Ferreira, de 30 anos, que mora no bairro do Jurunas e foi o único homem da turma. “Eu já faço em casa (bolos). A minha filha de 6 anos gosta muito e eu queria me especializar. Fiquei com vontade de estudar mais gastronomia”, relata Rafael.

O aluno Rafael quer estudar mais sobre gastronomia.

O instrutor Otaviano Roma disse que os alunos aprenderam todas as bases de confeitaria, como caldas aromatizadas para molhar bolos e pão de ló, bases de cremes para recheios e técnicas de bicos. “Os alunos estão preparados dentro das técnicas básicas para começar um empreendimento. A turma estava bem animada, dedicada e assídua ao curso”, afirma Otaviano.

Veja também