O que você procura?

Tapioqueiras de Mosqueiro que tiveram Crédito Solidário da Prefeitura de Belém são atração na Globo

• Atualizado há 11 meses ago

As tradicionais tapioqueiras da ilha de Mosqueiro, distrito de Belém. foram destaque no quadro Café da Manhã, do programa É de Casa, da Rede Globo, no último dia 4 de março. O programa transmitido ao vivo da Tapiocaria, na praça da Matriz da bucólica. As tapioquinhas do lugar são reconhecidas como patrimônio cultural e imaterial do município de Belém (Lei. 9250, de 16 de dezembro de 2016).

Em 2022, as tapioqueiras de Mosqueiro receberam crédito solidário da Prefeitura de Belém, por meio do Banco do Povo, para incrementar os pequenos negócios. A maioria das permissionárias foi contemplada.

A presidente da Associação dos Barraqueiros de Venda de Tapiocas e Comidas Típicas da Ilha de Mosqueiro, Cirene Dutra Barboza, aprovou a divulgação nacional do produto que serve de fonte de renda para centenas de famílias há mais de 50 anos. A tapioca valoriza as raízes culturais indígenas do povo de Belém.

“Estamos muito felizes em participar do programa. Mostramos um café da manhã com as tapioquinhas de Mosqueiro, no estilo tradicional, que é molhada ao leite de coco e na folha da bananeira”, destacou.

Cardápio

As tapioquinhas de Mosqueiro podem ser servidas com recheios variados. O cardápio, segundo Cirene Dutra, sugere dezenas de sabores, sendo os mais tradicionais com coco ralado, molhada, com manteiga, com ovo, mas ainda é possível encontrar a X-Tudo, com calabresa, queijo, presunto e muitos outros produtos; com carne seca e com sabor de pizza. “Foi um turista paulista que pediu e nós criamos na hora a versão pizza da tapioquinha”, contou a presidente Cirene. Nas versões adocicadas, o cliente encontra recheios de cupuaçu e doce de leite.

Economia

A Tapiocaria de Mosqueiro é um dos principais pontos turísticos da ilha. No local, trabalham 19 permissionários diretamente e, indiretamente, outros 57, considerando o cálculo de mais três pessoas contratadas por esses permissionários. “Nos tempos de grande movimentação como férias, carnaval e feriados prolongados, esse número fica ainda maior”, destaca Cirene.

A história das tapioqueiras começou por volta de 1963, quando a maioria vendia tapioquinhas e cuscuz na folha da bananeira em tabuleiros à frente do Mercado Municipal da Vila. Cirene

As tapioqueiras estão entre os pequenos empreendedores de Mosqueiro que receberam o crédito solidário da Prefeitura. Em 2022, foram liberados R$ 854.225 para apoiar 290 pequenos empreendedores de Belém e distritos.

Veja também