Prejudicados pelo incêndio no Largo Palmeira terão ajuda para reerguer empreendimentos

Prejudicados pelo incêndio no Largo Palmeira terão ajuda para reerguer empreendimentos

Dois permissionários do Largo da Palmeira que perderam tudo no incêndio ocorrido na última segunda-feira, 27, foram até o Banco do Povo de Belém buscar auxílio para a reestruturação dos negócios, na manhã desta sexta-feira, 1º de outubro.

Mauro Martins e Elias Monteiro Souza foram recebidos pela coordenadora-geral do órgão, Georgina Galvão, e pelo secretário municipal de Economia, Apolônio Brasileiro, acompanhados das respectivas equipes de trabalho.

Mauro Martins trabalha há cerca de 12 anos no Espaço Palmeira com consertos e venda de acessórios para celular. “Eu não fui trabalhar no meu boxe, nesse dia. Se eu estivesse lá não teria perdido. Foi um desespero (quando soube)”, contou. Ele perdeu equipamentos, celulares de clientes e mercadorias com o sinistro. Já Elias de Souza é alfaiate e há cinco anos estava com boxe no local, onde realizava consertos e venda de roupas e de onde tirava o sustento da família.

A dirigente do Banco do Povo de Belém ofereceu capacitação profissional aos microempreendedores e antecipou o diálogo sobre o crédito solidário (microcrédito), que em breve voltará a ser operacionalizado pelo órgão. O valor de empréstimo para pessoa física é de até R$ 5 mil, com carência de dois meses, parcelamento de até 12 vezes e taxa de juros, especial para permissionários da Prefeitura de Belém, de 0,60% ao mês. “Maravilhoso para mim”, disse Mauro. 
“Em 1998, quando o Banco do Povo teve início, consegui um empréstimo de R$ 1 mil que supriu todas as minhas necessidades e, por isso, não pedi mais (empréstimo). Paguei direitinho. Muitos gente do comércio (informais) conseguiram empréstimo no Banco do Povo, na época. Fez muita gente feliz”, recordou Mauro.

Mauro e Elias começaram a ser atendidos pelas equipes do Banco do Povo de Belém a fim de preparar um plano de negócios que vai ajudá-los a reestruturar seus emprendimentos. “É uma prioridade do prefeito Edmilson Rodrigues estimular o desenvolvimento econômico municipal e o Banco do Povo de Belém opera a política pública para esse fim”, destacou Georgina Galvão. Estamos aqui à disposição, com o compromisso de ajudar”, concluiu.