O que você procura?

Prefeitura de Belém leva curso para apoiar economia solidária

• Atualizado há 1 ano ago

A Prefeitura de Belém e o Banco do Povo de Belém estão realizando o curso gratuito de Básico de Corte e Costura, para 15 mulheres de diversos bairros que integram o movimento da economia solidária. O curso é oferecido gratuitamente pelo programa de qualificação profissional Donas de Si. As aulas se iniciaram no último dia 26 de setembro, no Centro de Educação Profissional Papaléo, do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac).

“Eu sou artesã, trabalho com crochê. Às vezes, uma cliente quer uma tolha de mesa com o crochê na beira, mas não sei costurar o tecido. Agora quero aprender a costurar para agregar mais valor ao meu produto”, conta a aluna Edinalva Lopes, de 59 anos, da Sacramenta. 

Tamara da Silva (ACNUR/ONU), Eliene Souza (Funpapa) e Vítor Gonçalves (IIEB).

Autonomia financeira – Ela tem grande expectativa para o curso. “Estou passando uma situação difícil, não me aposentei ainda, moro com a minha mãe. Quero a minha autonomia financeira”.

A articuladora do Fórum Municipal de Economia Solidária, Joana Mota, explica que o curso de qualificação profissional está contribuindo uma central de  produção de confecções e comercialização de economia solidária, que está sendo organizada com mulheres costureiras em cooperativas. “Algumas das alunas do curso ainda não sabem costurar e outras já sabem, mas querem se aprimorar”, observa. 

Expansão – Cinco polos de mulheres costureiras já foram organizados nos distritos de Icoaraci e de Outeiro e também nos bairros do Tapanã, Bengui e Marambaia. O objetivo do fórum é expandir a ação da central para outros bairros a fim de gerar trabalho e renda, além de emprego para pessoas não cooperadas.

Certificação – A coordenadora do Banco do Povo, Georgina Galvão, visitou as alunas de Corte e Costura para conhecer as alunas e falar do programa Donas de Si. Ela ressaltou a preocupação com a qualidade dos cursos e das certificações oferecidos pela Prefeitura e, por isso, foram contratados vários cursos junto ao Senac e também junto ao Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar). Os certificados emitidos ao final dos cursos tem validade nacional. O curso Básico de Corte e Costura terá a duração de um mês com aulas três dias na semana.

O curso Básico de Corte e Costura terá a duração de um mês com aulas três dias na semana.

Veja também