O que você procura?

Prefeitura de Belém forma empreendedoras de Cotijuba em curso ‘Planejamento de cardápio’ na versão comida de praia

• Atualizado há 8 meses ago

Como parte dos preparativos para o 5º Festival Gastronomia das Ilhas, que será realizado pela Prefeitura de Belém em agosto próximo, por meio da Companhia de Desenvolvimento e Administração da área Metropolitana de Belém (Codem), 21 empreendedoras da ilha de Cotijuba, proprietárias de pousadas, bares e restaurantes, apresentaram na sexta-feira, 23, o resultado de um curso da área de gastronomia ministrado pelo programa de qualificação profissional “Donas de Si”, realizado através do Banco do Povo de Belém. O curso e o evento de encerramento aconteceram no mesmo local, a sede do Movimento de Mulheres das Ilhas de Belém (Mmib), parceiro da ação.

O evento de apresentação e degustação dos pratos aprendidos pelas alunas também foi uma prévia do que será servido aos clientes no veraneio da ilha.

Água na boca

A aluna Odilene Lemos, empreendedora local, falou em nome da turma. Ela apresentou cerca de 20 pratos e sobremesas elaborados pelas participantes do curso. “Temos uma grande diversidade de pratos, com destaque para um filhote grelhado com molho de castanha e farofa de banana da terra e, como sobremesa, o brigadeiro de priprioca”.

Odilene destaca ainda a parceria efetiva com a Prefeitura de Belém: “Tivemos uma grande oportunidade, através da Prefeitura, que vai nos ajudar a melhorar o cardápio e, assim, oferecer maior variedade e qualidade para nossos clientes”.

Sobre a iniciativa, o prefeito Edmilson Rodrigues comentou sobre a importância estratégica de se investir na gastronomia local: “Somos uma das quatro cidades brasileiras com o selo da Unesco Cidade Criativa da Gastronomia. A COP-30 vai trazer, em 2025, mais de 50 mil pessoas a Belém. A gastronomia é um carro-chefe de se ser belenense, e o curso em Cotijuba é um momento de alta valorização disso”.

Alunas com representantes da Prefeitura de Belém, durante o encerramento do curso do Donas de Si.

O curso

O curso para as 21 empreendedoras de Cotijuba aconteceu ao longo de uma semana e teve como objetivo instruir as alunas sobre a utilização de partes de alimentos frequentemente desperdiçadas, como folhas, talos e cascas de frutas, verduras e legumes.

Ana Santiago, diretora municipal de turismo, disse que “a Ilha de Cotijuba é um destino turístico com grande potencial, e acreditamos que investir em cursos voltados para o seu desenvolvimento é fundamental para impulsionar a indústria do turismo na região. E, claro, já estamos voltados aos preparativos para a COP-30 envolvendo as empreendedoras da ilha e suas práticas ambientais”.

A coordenadora geral do Banco do Povo, Georgina Galvão, destacou que “o Banco do Povo, através do ‘Donas de Si’, leva a capacitação profissional a partir de uma construção coletiva com os interessados para os que precisam: formata e ministra o curso, portanto, capacita e, em seguida, oferece o microcrédito para o interessado empreender e seguir gerando renda e emprego”.

Aluna Odilene falou dos pratos aprendidos no curso e outros que já são feitos nos estabelecimentos.

Para Lélio Costa, diretor-presidente da Codem, “essa é uma iniciativa concreta e exitosa sobre gastronomia de uma política que estamos construindo de forma coletiva na administração do prefeito Edmilson Rodrigues: manter o Selo “Belém Cidade Criativa da Gastronomia” e potencializá-lo durante a COP-30″.

Mudar a sociedade
“O esforço de vocês é fruto da nossa concepção de mudar a sociedade, que permeia nosso governo municipal. Enfrentar o machismo e as estruturas de opressão e oferecer, por meio da Prefeitura, oportunidade real de melhoria na história de vida de cada uma no sentido de buscar a autonomia financeira das que participaram do importante curso que se encerra hoje”, afirmou o presidente da Funbosque, Alickson Lopes. “Temos muito orgulho da Funbosque fazer parte desta ação, com sua estrutura de ensino”, completou.

Gláucia Rodrigues, do Movimento de Mulheres das Ilhas de Belém, parabenizou a dedicação das participantes do curso e afirmou que “o aprendizado adquirido no curso serve de preparação nossa para a COP-30, enquanto empreendedoras e só temos a agradecer à gestão municipal pela oportunidade que nos foi dada”.

A ministrante do curso, Eleda Xavier, destacou que “para o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) é um privilégio fazer parte deste projeto e aqui, em Cotijuba, trabalhamos para qualificar as produtoras com as boas práticas de produção e manipulação de alimentos: dentro do contexto local, com peixes, temperos e sobremesas com insumos encontrados na própria ilha”.

Também estiveram presentes ao encerramento do curso, em Cotijuba, os representantes da imprensa, da Secretaria Municipal de Economia (Secon), da Coordenadoria Política de Segurança Alimentar e Nutricional (Copsan) e da Agência Distrital de Outeiro (Arout), entre outros.

Outras ações preparatórias do 5º Festival Gastronomia das Ilhas (Cotijuba)

Dia 27/06: Precificação e montagem de pratos; Empreendedorismo e Formação de CNPJ.
Dia 28/06: Atendimento ao Cliente; Combate a Incêndio e Primeiros Socorros.
Dia 29/06: – Manipulação de Alimentos; Habilidades Básicas de Cozinha.
Todos os cursos serão realizados na sede do Movimento de Mulheres das Ilhas de Belém, de 9h às 12h, na ilha de Cotijuba.

Veja também