Prefeitura de Belém chega a 50 atendidos com crédito solidário em Mosqueiro

A Prefeitura de Belém, por meio do Banco do Povo, segue expandindo a concessão do crédito solidário na ilha de Mosqueiro, como forma de apoiar os pequenos empreendedores da ilha a renovarem o estoque para atender a clientela durante o veraneio de julho e feriado de agosto.

Já são 50 pessoas atendidas com valor total liberado de R$ 176.950, no distrito. A equipe do Banco continua trabalhando para atender outros pequenos comerciantes que residem na ilha.

Beneficiados – Manoelita Ferreira, de 82 anos, vendedora de batata frita da Praça Matriz, na Vila, foi uma das empreendedoras atendidas. Ela recebeu R$ 4 mil para comprar mercadoria. Já os agricultores familiares Maria Raimunda da Silva, de 52 anos, e Miguel Ricardo Filho, de 53 anos, estão entre os assentados do Mártires de Abril, atendidos pelo crédito solidário.

Insumos – Eles receberam R$ 3 mil cada um para adquirir insumos  para a Feira do Produtor Rural, que já está ocorrendo na Praça do Carananduba. Outros 15 vendedores de camarão do Furo das Marinhas foram contemplados nessa nova etapa.

Mulheres produtoras – Maria Raimunda está contente porque se juntou a um grupo de produtores do assentamento. “Eu mexo com plantas medicinais e ornamentais. A gente vai comprar produtos para a feira, mas também vamos fazer o uma estufa, vou realizar o meu sonho”, conta a agricultura.

“Pra mim, está sendo muito importante este projeto do Banco do Povo, especialmente por dar oportunidade às mulheres produtoras do MST. A nossa perspectiva é pagar esse empréstimo e obter mais, pra gente poder trabalhar. Vai dar tudo certo. Tô muito feliz”, comemorou Maria Raimunda.

Liberação do crédito – Eles estão entre os 30 pequenos empreendedores que assinaram os contratos para a liberação do crédito, na última terça-feira, 19, com valores que somam R$ 104.400. Os contratos foram levados a Mosqueiro já com a assinatura da coordenadora-geral do Banco do Povo, Georgina Galvão. A previsão é de que o dinheiro chegue às contas bancárias dos novos contemplados na próxima sexta-feira, 22.

Esse foi o segundo grupo que teve o crédito liberado na ilha. Além dos segmentos mencionados, estão vendedores ambulantes da Rua 16 de Novembro, Chapéu Virado e Praia Grande, feirantes do Cajueiro e Chapéu Virado.

No início de julho, o primeiro grupo de 20 tapioqueiras e feirantes do distrito recebeu o crédito solidário, com valores individuais de até R$ 5 mil, que somam R$ 72.550.

Etapas – “Fizemos todo o preparo para as pessoas acessarem o crédito em Mosqueiro, informamos sobre os procedimentos e a metodologia, fizemos as oficinas de elaboração dos planos de negócio e a formação dos grupos de aval solidário”, recorda o agente de crédito Gilvan Cleber Nascimento, que conduziu o diálogo com cerca de 150 pequenos empreendedores da ilha.

As etapas seguintes para a liberação são a análise pelo Comitê de Crédito e a assinatura do contrato.