O que você procura?

Prefeitura de Belém abre curso gratuito de Cuidador de Idoso para trabalhadoras do cuidado

• Atualizado há 2 meses ago

A Prefeitura de Belém, por meio do Banco do Povo, abriu duas turmas do curso de Cuidador de Idoso, pelo programa de qualificação profissional Donas de Si, que vai atender 50 trabalhadores indicados pela Associação de Cuidadoras de Idosos do Pará (ACI-PA) e pela Federação das Trabalhadoras Domésticas da Região Amazônica (Fetradoram).

A profissionalização das pessoas que atuam no cuidado é uma ação do projeto-piloto do Sistema Municipal do Cuidado em Belém, realizado pela Prefeitura em parceria com a ONU Mulheres e com o apoio da Open Society Foundation.

Débora Soares, de 44 anos, iniciou na profissão há mais de dez anos. “Sou técnica de enfermagem, tenho cursos de segurança do trabalho e cuidadora de idosos, mas o meu curso de cuidadora é antigo, vai ser uma reciclagem para mim”, conta. “É importante abraçar as oportunidades, conhecimento nunca é demais”, comemora.

Foram dois dias de atendimento para fazer as inscrições.

Oportunidade

Já Edna Abreu, 61 anos, ex-agente penitenciária, conta que a oportunidade do curso surgiu no momento em que ela busca emprego. “Esse curso custa mais de R$ 1 mil, é caro. Quando soube que a Prefeitura de Belém está disponibilizando (o curso), dando essa oportunidade para quem está desempregado, eu quis aproveitar o tempo ocioso para fazer o curso porque vou agregar para a minha vida”, destaca.

As inscrições aconteceram na sede do Banco do Povo, nas últimas terça e quarta-feira, 9 e 10. Os cursos serão realizados de forma gratuita, nas dependências do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), com carga-horária de 160 horas. A primeira turma terá aulas entre os dias 22 de janeiro e 11 de abril, das 18h30 às 21h30; e a segunda turma, de 24 de janeiro a 22 de março, das 13h30 às 17h30.

Débora Soares busca atualizar os conhecimentos.

O curso vai ensinar os trabalhadores a cuidar dos idosos nas atividades diárias; assim como a estimular a independência e a autonomia desses; entre outros conhecimentos. Além disso, os conhecimentos podem ser aplicados a pessoas idosas, mas também a outras pessoas com deficiência e acamadas.

Mercado de trabalho

“Estou muito grata por essa parceria. É um reconhecimento importante para os cuidadores informais, uma oportunidade de se qualificar para o mercado de trabalho e, o melhor de tudo, totalmente gratuito”, declara Fátima Pantoja, presidente da ACI-PA

Lucileide Reis, da Fetradoram, ressalta a importância do curso para as trabalhadoras, especialmente aquelas acima dos 40 anos de idade que têm mais dificuldade de se inserir no mercado de trabalho. “A gente só tem a agradecer à Prefeitura, ao Banco do Povo e à ONU Mulheres. O curso vai abrir um leque de oportunidade para essas mulheres, pois muitos clientes exigem o curso para contratar cuidadoras”, avalia.

Veja também