Mulheres recebem certificado de produção de doces regionais e projetam autonomia financeira

Mulheres recebem certificado de produção de doces regionais e projetam autonomia financeira

“Foi conversando e dividindo ideias que fizemos doces amizades. Entre uma geleia e uma compota nasce a esperança, nasce uma empreendedora”, afirmou emoção Virgília do Socorro de Brito, concluinte do curso de processamento de frutas e produção de doces e conservas do Programa Donas de Si.

Com carga horária de 40h, o curso ofertado pela Prefeitura de Belém, através do Banco do Povo de Belém, em parceria com o Serviço Rural de Aprendizado Rural (Senar) e Serviço Nacional de Aprendizado Industrial (Senai), formou 80 alunas do bairro do Bengui e Tapanã, que receberam o certificado nesta sexta-feira, 23, no salão da Paróquia Jesus Bom Samaritano, no Tapanã. Os certificados possuem validade em todo o território nacional.

Proposta de autonomia financeira às mulheres beneficiadas pelo Bora Belém

Mais do que oferecer cursos de capacitação, o Programa Donas de Si tem o propósito de incentivar autonomia às mães que recebem o benefício de renda cidadã Bora Belém. “Importante dizer que essas mulheres formadas hoje, recebem o benefício do Bora Belém, em sua maioria. São programas que se complementam, exatamente para que no período que elas estão recebendo o benefício, consigam dar um passo no sentido da autonomia financeira e não sejam mais dependentes do benefício”, explica presidente do Banco do Povo de Belém, Georgina Galvão.

Quatro turmas, duas de mulheres do Bengui e duas do Tapanã participaram das oficinas que foram realizadas na carreta do Senar/Senai, onde aprenderam a produzir geleias, doces e ketchup, dando destaque a frutas da região como o cupuaçu e açaí. 

Perspectiva de negócios 

A moradora do Tapanã e beneficiária do Bora Belém, Evelyne Moraes, 29 anos, aproveitou os ensinamentos do curso e planeja empreender. “Foram duas semanas maravilhosas de curso para aprender e ter um negócio independente. Agora sei fazer geleia, doces, cocadas com produtos regionais e também aprendi sobre peso e como colocar o preço dos produtos para saber as despesas e os lucros”,  contou a concluinte. 

A vigilante Vanessa Costa, 36 anos, fez o curso juntamente com sua mãe, a comerciante Dinair Costa, 56 anos. A filha conta que a participação no curso simbolizou uma fase nova na vida das duas, que podem criar um empreendimento em família.  “É uma área nova que eu vou investir. A gente sempre tem que ter vários caminhos”, informou Vanessa.

O prefeito Edmilson Rodrigues participou da cerimônia de entrega de certificados e se emocionou ao presenciar a segunda fase do programa Donas de Si. Ele sugeriu que as turmas formadas possam ser organizadas em empreendimentos coletivos, como cooperativas. “Nós temos que ter vocês vendendo e criarmos uma estratégia que dê certo. Que esse diploma que vocês receberam seja símbolo de conquista e emoção, mas que ele sinalize dias muito melhores para todos nós”, ressaltou.

Donas de Si avançará na parceria de qualificação em outras áreas

O Donas de Si foi lançado no dia 2 de junho pela Prefeitura Municipal de Belém. O programa oferta cursos gratuitos às mulheres beneficiadas pelo Bora Belém e outras que mais precisam obter conhecimentos e se preparar para uma colocação no mercado de trabalho ou empreender de forma individual ou coletiva.

O programa avançará em outras áreas do conhecimento, segundo a coordenadora do Banco do Povo de Belém, Georgina Galvão. Ela ressalta que debate nova parceria com o Senai para capacitação de um setor importante de confecções de uniformes e EPIs. “Estamos pensando em um curso para área da estética também, dirigido para mulheres, mas também para público LBTQIA+, principalmente jovens que trabalham em salão de beleza ou querem montar o seu próprio negócio”, informa.

 Até o final deste ano, afirma Georgina, haverá outras novidades na área de qualificação e montagem de negócios em Belém, promovidas pelo programa Donas de Si.

Ao final do evento, o prefeito de Belém e demais autoridades receberam kits de presentes, contendo os doces e geleias produzidos pelas concluintes.

Participaram da cerimônia de entrega de certificado titulares da Coordenaria da Mulher de Belém (Combel), Lívia Noronha; Banco do Povo de Belém, Georgina Galvão; Fundação João Paulo XXIII (Funpapa), Alfredo Costa; Coordenaria da Diversidade Sexual (DVS), Jane Patrícia Gama; Agência Regional de Outeiro (Arout), Maikenn Souza; Secretaria Municipal de Economia (Secon), Apolônio Brasileiro; Secretaria Municipal de Administração (Semad), Jurandir Santos Novaes e Fundação Municipal de Cultura de Belém (Fumbel), Michel Pinho. Além de parlamentares do municipio e representantes do Senai.