O que você procura?

Banco do Povo recebeu Manoel Cordeiro e Santi López na Trasladação

• Atualizado há 1 ano ago

A sede do Banco do Povo de Belém, da Prefeitura de Belém, situada na esquina da Avenida Nazaré com a Travessa Quintino Boicaíúva, foi palco de um emocionante espetáculo de música e devoção, na noite deste sábado, 8, durante a romaria da Trasladação.

O mestre da guitarrada Manoel Cordeiro, que sobreviveu à covid-19, após 17 dias intubado, pagou promessa tocando na varanda do Banco a canção autoral “Luz do Mundo”, sucesso gravado pela Banda Warilou nos anos 80. Além dele, o saxofonista argentino Santi López tocou músicas nazarenas e paraenses embalando os romeiros.

Cena da varanda do Banco do Povo.

O imóvel ganhou uma decoração com fitas coloridas, flores amazônidas naturais e luzes coloridas.

Na manhã deste domingo de Círio, 9, a programação musical continua na varanda do Banco do Povo com a cantora Gigi Furtado e a pianista Adriana Azulay.

Manoel Cordeiro começou a tocar no final da tarde, incrementando, com a sua habilidosa guitarra, o play back de clássicos do Círio de Nazaré, como “Eu sou de lá” (Padre Fábio de Melo), “Ave Maria” (Franz Schubert, Vicente Paiva e Jaime Redondo) e “Vós sois o lírio mimoso” (Euclides Faria), entre outras.

Manoel Cordeiro se emocionou tocando ‘Luz do Mundo’.

Superação – “Teve um momento da minha vida, principalmente quando acordei do coma que percebi que eu estava sem movimento e com limitações, fiquei preocupado. E hoje, quando eu estava tocando (para Nossa Senhora de Nazaré), percebi que eu superei tudo, consigo tocar legal e sentir a emoção de tocar. Hoje pude tocar na procissão e, logo depois, fui acompanhar a Trasladação. É um sentimento de gratidão imenso”, comemora o músico.

Durante vários momentos da apresentação, o artista se emocionou na varanda do Banco do Povo e não conteve as lágrimas. Antes da chegada da berlinda com a Imagem Peregrina, ele chegou a pausar a guitarra para rezar o pequeno terço que trazia no pulso, diante da multidão que passava em frente ao Banco do Povo. 

O mestre da guitarrada encantou a multidão da romaria.

Santi López também tocou músicas nazarenas, hora se apresentando sozinho e hora em dueto com Manoel Cordeiro. Ainda, embalou a romaria com clássicos da música popular brasileira, como “Anunciação”.

Benção – A coordenadora-geral do Banco do Povo de Belém, Georgina Galvão, disse que “participar do Círio após dois anos de pandemia é um ato de renovação de esperança”. Durante a passagem da berlinda com a Padroeira dos Paraenses, a gestora pediu para a santa que abençoe o povo de Belém e as ações realizadas pelo Banco do Povo. “Que a gente consiga, com o nosso trabalho, influenciar positivamente a vida do povo de Belém”.

Veja também