O que você procura?

Donas de Si qualifica 43 pessoas em ‘Bolos e Doces’ e ‘Produtos de Higiene e Limpeza’

• Atualizado há 1 ano ago

Neste sábado, 10, 43 alunos do programa de qualificação profissional Donas de Si, da Prefeitura de Belém, finalizaram os cursos de “Bolos e Doces” e de “Produtos de Higiene e Limpeza”. Os alunos são moradores dos bairros do Barreiro, Telégrafo e Sacramenta, que são atendidos pelo Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), da Fundação Papa João XXIII (Funpapa). Os cursos foram realizados por meio do Banco do Povo de Belém, sendo ministradis por instrutoras do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar). O evento comemorativo marcou o encerramento dos cursos, no salão paroquial da Igreja de São Benedito, no Barreiro, onde aconteceram as aulas.

“Vou começar a fazer tudo aquilo que aprendi aqui no curso. Vi essa oportunidade, é uma área que eu já queria fazer, tô projetando fazer (empreendimento) no pátio da minha casa, na Sacramenta, e vim me especializar melhor”, conta a aluna de Bolos e Doces, Tatiane Gonçalves, 41 anos, provedora do lar, casada e mãe de três filhos. “Essa oportunidade da Prefeitura de Belém e do Banco do Povo já vai ser o impulso para levar a estrutura da empresa pra frente, quero colocar para funcionar no próximo ano”, planeja.

Duas turmas de cursos diferentes participaram do evento de conclusão, no Barreiro.

Outra aluna de Bolos e Doces, Simone Nascimento, de 50 anos, planeja incrementar a venda de lanches que já possui com a família no Barreiro. Ela é mãe solo de dois filhos e beneficiária do Auxílio Brasil. Nesse curso, os 21 alunos aprenderam a fazer vários tipos de bolos, incluindo brownie, pudim e biscoitos, como beijo de moça e cokie. “Não quero parar, quero continuar (a fazer bolos). O curso foi maravilhoso. Espero que venham mais qualificações porque eu quero fazer, vou fazer todos!”

Já Elizabete Silva, 52 anos, que é mãe e avó, fez o curso de Produtos de Higiene e Limpeza. “Achei o curso maravilhoso, gostei muito, vai me ajudar, vou botar pra vender”, comemora. Atualmente, ela trabalha junto com a filha na venda de churrasco, na porta de casa, no Telégrafo. 

O 21 concluintes de Bolos e Doces mostram os produtos que fizeram com a instrutora Gyselle Monteiro.

A aluna Rafaelly Silva, de 21 anos, mãe de dois filhos e beneficiária do Auxílio Brasil, também quer investir nos produtos de higiene e limpeza para vender. No total, 22 alunos aprenderam a fazer produtos artesanais como sabão em barra, detergente, amanciante, água sanitária, sachê de sanitário, limpa alumínio e sabonete de glicerina.

Os cursos tiveram carga-horária de 40 horas-aula. As aulas de Produtos de Higiene e Limpeza foram dadas pelas instrutoras Fabielle Negrão e Francília Campos, e a de Bolos e Doces, por Gyselle Monteiro.

Os 22 concluintes de Produtos Higiene e Limpeza mostram os produtos que fizeram no curso.

Evento

O funcionário do Banco do Povo de Belém, Jorge Oliveira, reforçou que o aprendizado obtido nos cursos do programa Donas de Si têm potencial de geração de renda imediata. “O mais importante é o conhecimento. O curso de higiene e limpeza dá pra ganhar um dinheirinho legal. E quem fez o curso de Bolos e Doces, já vai poder produzir para as festas de fim de ano, pode economizar fazendo bolos para a família e também atender encomendas”, destacou.

O pároco da Igreja de São Benedito, Antônio de Pádua, declarou a alegria da paróquia ter colaborado com a cessão do salão paroquial para a realização dos cursos. “As pessoas estão se beneficiando com esta ação social, que abrange mais coisas do que a dimensão religiosa. Manifesto a nossa alegria de estarmos aqui, enquanto igreja católica, proporcionando esse momento que a prefeitura financiou”.

Tatiane Gonçalves já planeja o futuro empreendimento. O curso era o ‘empurrão’ que ela previsava.

A diretora do CRAS Barreiro, Leila Almeida, destacou a importância da parceria com o Banco do Povo para proporcional a inclusão social dos moradores do Telégrafo, Barreiro e Sacramenta. “O programa Donas de Si está sendo um sucesso. A ´parceria veio trazer novo olhar para vocês, alegria e astisfação”.

 Outros participantes do encerramento dos cursos foram o coordenador da Central dos Movimentos Populares (CMP), Paulo Cohen, e  a professora da Universidade Federal do Pará (UFPA), Simone Coelho, coordenadora do projeto de extensão “Dores da Alma” que atende familiares de internos e egressas do Sistema Penitenciário e que designou algumas alunas para os cursos.   

Veja também