‘Donas de Si’ inicia a segunda etapa no Bengui

‘Donas de Si’ inicia a segunda etapa no Bengui

A Prefeitura de Belém iniciou a 2ª etapa do programa “Donas de Si”, por meio do Banco do Povo de Belém, nesta terça-feira, 17. “Eu quero ter uma renda para ajudar em casa”, declarou Soraia Oliva, de 29 anos, casada e mãe de dois filhos. Ela é uma das concluintes do curso de processamento de frutas e de produção de doces do bairro do Bengui, que voltou à cozinha de aprendizagem junto com outras alunas para ter os conhecimentos aferidos ao longo desta semana. O objetivo da programação é apoiar para que possam empreender.

É uma maratona de atividades que acontece na Escola Municipal Walter Leite Caminha, no Bengui. A instrutora Francília Campos, Mestre em Ciência e Tecnologia de Alimentos, está conferindo o aprendizado que as alunas tiveram no curso realizado entre o final do último mês de junho e o início de julho. E os professores da Faculdade de Engenharia de Alimentos da Universidade Federal do Pará (UFPA) acompanham todo o processo de produção dando dicas e colhendo amostras dos produtos para análise nos laboratórios da instituição de ensino.

Oportunidade – O Donas de Si abriu novas oportunidades para Maiara Brito Borges, de 25 anos, que trabalha como babá. Ela está se juntando com mais quatro alunas do curso para produzir e vender doces regionais. “Fiz (o curso) para aprender, porque gosto de cozinhar. Já trabalhei com encomendas de doces e salgados para aniversário”.

“É bom ver vocês aqui querendo se desenvolver e o nosso papel é assessorar vocês nesse aprendizado”, disse o vice-diretor da Faculdade de Engenharia de Alimentos, professor Eder Araújo. “Quando a gente produz algo para comercializar, a lei é muito rigorosa e a responsabilidade é grande. Mesmo sendo um produto artesanal, a gente precisa ter uma segurança para esse alimento. Nós vamos fazer isso através de análise, além de assessorar essa produção”, completou a coordenadora do Laboratório de Microbiologia, professora Consuelo Souza.

A coordenadora-geral do Banco do Povo de Belém, Georgina Galvão, destacou que a programação é voltada para que as alunas do Donas de Si agreguem conhecimento e tenham segurança para abrir o próprio negócio e, assim, alcançarem a autonomia financeira.

Durante esta semana, elas também terão palestras da Vigilância Sanitária da Secretaria Municipal de Saúde (Sesma) para a obtenção da carteira de manipulação de alimentos, além de palestras sobre crédito solidário, formas de organização e formação de preço, que serão ministradas pela equipe do Banco do Povo de Belém.