Comunidade LGBT+ busca inserção no mercado com o apoio do Banco do Povo

A Prefeitura de Belém, por meio de diferentes pastas, tem apoiado o segmento LGBTQIA+, especialmente no que se refere à inserção no mercado de trabalho. O Banco do Povo de Belém já realizou cursos de Corte de Cabelo para Iniciantes e de Hidratação e Escova para pessoas em condição de vulnerabilidade social apontada spela Coordenadoria de Diversidade Sexual (CDS), além de cursos de Informática Básica e de Excel para incrementar os currículos desses profissionais.

A travesti Daiane Dumon, de 42 anos, moradora do bairro de Canudos, já realizou dois cursos de estética de cabelo, pelo programa de qualificação profissional Donas de Si, e já está obtendo renda com serviços de cabeleireira. “Eu aproveitei a oportunidade que a CDS e o Banco do Povo deram. Montei um espaço (salão) em casa e estou comprando os equipamentos de trabalho aos poucos”, comemorou.

O curso de corte para iniciantes foi realizado em outubro de 2021, por meio de contrato de prestação de serviço firmado entre o Banco do Povo e o Instituto Embelleze. Já em junho de 2022, os alunos puderam retomar o aprendizado de estética de cabelo com o curso de hidratação e escova contratado pelo Banco junto ao Servo

“As pessoas que fizeram cursos este ano receberam os certificados. Muita gente continua nos procurando e nós, da CDS, vamos sentar novamente com o Banco do Povo para dar continuidade a esses cursos. As informações sobre as novas turmas e cursos serão disponibilizadas em nossas redes sociais e da Prefeitura de Belém”, adiantou a coordenadora da CDS, Jane Patrícia.