Alunos LGBTQIA+ concluem o curso de Hidratação e Escova

Um grupo de pessoas LGBTQIA+, atendido pela Coordenadoria de Diversidade Sexual (CDS), da Prefeitura de Belém, deu um passo importante na busca por uma profissão e alternativa de emprego e renda.

Quatorze alunos concluíram nesta sexta-feira, 8, o curso Básico de Hidratação e Escova, promovido por meio do Banco do Povo de Belém. As aulas foram ministradas pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), no Centro de Educação Profissional Belém, situado na rua Serzedelo Correa. O próximo passo será a concessão do crédito solidário, por meio do Banco, àqueles que desejarem investir no próprio salão de beleza.

“Eu nunca tinha trabalhado com cabelo, mas já auxiliei alguns salões. O Banco do Povo ofereceu essa oportunidade pra gente. Como somos de baixa renda e os cursos de cabelo são caros, a gente agarrou essa oportunidade. Já me vejo trabalhando com isso”, conta a aluna Priscila Brito, de 36 anos, lésbica, moradora da Vila da Barca, que fez o curso junto com o companheiro, Carlão dos Santos, de 41 anos. Sem emprego, o casal obtem renda com o depósito de bebidas que possui. Montar o próprio salão de beleza já é um projeto de futuro. 

Segunda oportunidade

Esse foi o segundo curso que eles fizeram pelo Banco do Povo. Em outubro passado, Priscila e Carlão fizeram o curso Corte de Cabelo para Iniciantes, que foi ministrado pelo Instituto Embelleze.

“A gente pode aprender mais ainda. De vez em quando já faço cortes em casa mesmo ou vou em domicílio. Penso em montar um salão. Temos local, só falta o recurso para montar, comprar os produtos e equipamentos, como lavatório. Estamos precisando desse empurrãozinho”, acrescenta Priscila.

Alunos dedicados 

A professora Valdilene Silva disse que se surpreendeu com a evolução da turma durante o curso. “A maioria não tinha domínio com o procedimento. Eles conseguiram absorver o conhecimento, já podem atuar na área tranquilamente. Foi uma turma muito interessada, que tem tudo para progredir e para abrir o próprio negócio, se quiserem”.

“Os alunos gostaram muito e querem continuar participando de cursos. Foi muito bom o resultado”, destaca a coordenadora da CDS, Jane Patrícia Gama. “Algumas pessoas já estão exercitando a profissão de cabeleireiro e tem até gente realizando obras de adaptação na própria casa para atender clientes”, afirma. “São pessoas sofridas, vítimas de violência, inclusive idosos, que buscam a CDS atrás de alternativas de sobrevivência”. 

Outra aluna do curso de Hidratação e Escova, a mulher trans Melannie Cristina Henrique, de 18 anos, conta que a assistente social da CDS a convidou para fazer o curso. “Não é uma área que eu conhecesse, mas gostei bastante. Adorei, oportunidade incrível. A professora me ajudou muito. Eu pretendo fazer cabelo e se um salão me chamar, eu vou”. 

Próximo curso

A próxima turma do curso de Hidratação e Escova de Cabelo inicia na segunda-feira, 11 de julho, com alunos inscritos pelo site do Banco do Povo. Enquanto isso, continuam as aulas de duas turmas de Excel e de duas turmas de Informática Básica, que foram contratados pelo Banco junto ao Senac.